A Irmandade

A Irmandade

A Irmandade de Nossa Senhora das Graças – INSG, é uma Associação religiosa, de utilidade pública, de fins não econômicos e de índole desinteressada, de duração indeterminada, de caráter beneficente e de assistência à saúde, fundada e mantida no espírito do Evangelho, segundo os ensinamentos e orientação da Igreja Católica e sob a

Presidência do Bispo da Diocese de Sete Lagoas. A INSG mantém, em Sete Lagoas, o Hospital Nossa Senhora das Graças e os anexos Maternidade Odete Valadares e o pavilhão pediátrico Dr. Márcio Paulino.

Desde 2015, a INSG deu um passo ousado e que exige expertise e know-how em gestão de saúde. Em junho de 2015 a instituição passou a atuar como Organização Social de Saúde – OSS. Tais organizações fazem parte de um modelo de parceria adotado por entes governamentais para a gestão de unidades de saúde, formalizado por lei, que possibilita a celebração de Contrato de Gestão com vistas ao gerenciamento de hospitais e equipamentos públicos de saúde.

A experiência iniciou-se em São Paulo, em 1998, com um grupo de 15 hospitais localizados em regiões carentes de serviços, buscando melhorar o acesso da população à atenção hospitalar, principalmente na região metropolitana da capital.

Em Minas Gerais, a Irmandade foi pioneira a atuar neste modelo ao estabelecer parceria com a Prefeitura Municipal de Ibirité para a gestão do Hospital Regional de Ibirité e da UPA 24h da cidade. Propondo melhorias na gestão, economia de escala e implantação de sistemas e padrões modernos de gestão visam garantir ampliação e melhorias no atendimento ao usuário SUS daquela região. O hospital tem 100 leitos, cerca de 550 funcionários, atende a uma região de aproximadamente 300 mil habitantes e deverá ampliar sua atuação na rede pública do Estado disponibilizando dez leitos de UTI Adulto, bloco cirúrgico com três amplas salas e potencialização da Maternidade local, que tem capacidade para realizar 200 partos por mês.

A instituição tem como presidente o bispo diocesano de Sete Lagoas, Dom Aloísio Vitral.

É reconhecida de fins filantrópicos pelas autoridades públicas competentes e declarada de utilidade pública através do Decreto Federal número 70.998, de 17/08/1972, publicado no Diário Oficial da União de 18/08/1972. Declarada, nos âmbitos estadual e municipal, respectivamente pela lei Estadual nº 3.857, de 17/12/1965, publicada no “Minas Gerais” de 18/12/1965, e Lei Municipal nº 1.579, de 01/11/1971. 

Bispo Dom Aloísio Jorge Pena Vitral

A INSG  é uma Instituição de saúde e assistência social essencialmente dedicada à assistência hospitalar, estendendo seu campo de ação às seguintes atividades subsidiárias:

I. Colaborar com as autoridades sanitárias nas campanhas oficiais de vacinação e de prevenção de doenças;

II. Colaborar com as autoridades nas campanhas de esclarecimento e divulgação de preceitos e normas de Saúde Pública;

III. Colaborar com o máximo de seus recursos hospitalares em caso de catástrofes que atinjam a comunidade local e as cidades vizinhas;

IV. Celebrar convênios ou ajustes em geral com instituições educacionais, visando à qualificação da entidade também como instituição de ensino, de acordo com a legislação vigente, viabilizando, inclusive, a realização de estágio e residência médica, observadas as conveniências administrativas da Instituição;

V. Incentivar a realização de eventos científicos que, no âmbito regional, ofere- çam possibilidades reais de resultados positivos para o Corpo Clínico que atua na Instituição;

VI. Facilitar, tanto quanto possível, a participação de integrantes do Corpo Clínico e administrativo em eventos que se realizem fora da sede, tendo como objetivo o aperfeiçoamento e qualificação da assistência para a melhoria e atualização dos padrões de atendimento hospitalar.

Conselho de Administração:

  • Heber Henrique Campos Moreira (presidente)
  • Ivan Viana Alves (1º vice-presidente)
  • José Augusto Vasconcelos Marques (2º vice-presidente)
  • Padre José Carlos Verdolin (primeiro-secretário)
  • Nilo Antônio de Oliveira Campos (representante do Conselho Administrativo na Gestão do Hospital)
  • Padre José Roberto Filho (representante do Bispo no Conselho de Administração)

Conselho Fiscal:

  • Aluísio Barbosa Júnior
  • Márcio Antônio Lanza
  • Adélio Araújo de Faria
  • Acil José de Gouveia (suplente)
  • Antônio Geraldo Barcelos (suplente)
  • Getúlio Silva Labbate (suplente)
Conselhos de Administração e Fiscal: da esquerda para a direita, sentados: Nilo, José Augusto, Heber, Ivan, José Carlos. Da esquerda pra direita em pé: Getúlio, José Roberto, Márcio, Adélio, Aluísio, Antônio e Acil