Projeto do HNSG recebe prêmio em Brasília

Publicado em 22 dez 2016 por Bárbara Araújo

doulasgdA enfermeira Juliana Maria Almeida, que já coordenou a enfermagem da Maternidade do HNSG recebeu, em nome da Associação das Doulas, uma premiação oferecida pelo Ministério da Saúde a experiências inovadoras no atendimento humanizado a pacientes do Sistema Único de Saúde. Além da iniciativa do HNSG foram premiados projetos de outros oito hospitais de várias partes do país.

O Concurso Cultural “Somos parte do SUS que dá certo” foi parte das comemorações dos 10 anos da Política Nacional de Humanização (PNH) no SUS e teve início em junho de 2013. Para participar, era preciso enviar um vídeo de até cinco minutos que mostrasse algum serviço ou iniciativa da saúde pública com resultados positivos em unidades básicas de saúde, policlínicas, hospitais, serviços especializados, setores relacionados diretamente à gestão no SUS, iniciativas de usuários e movimentos sociais, entre outros e de acordo com as diretrizes da humanização do SUS.

O projeto premiado do HNSG diz respeito ao trabalho das Doulas, que dão suporte físico e emocional às mulheres antes, durante e depois do parto. Os projetos vencedores foram transformados em documentários para que as iniciativas possam ser multiplicadas em outras localidades. Produzidos pelo Ministério da Saúde, os vídeos serão divulgados nas redes sociais da pasta. Ao todo, 284 experiências foram inscritas. A seleção foi feita por uma equipe de 18 profissionais apoiadores da Rede Humaniza SUS e envolveu critérios como criatividade, o respeito ao tema do edital e o potencial para melhorar a qualidade no SUS.

“Estamos premiando boas práticas e inovações das instituições que estão no dia a dia, sendo entregues aos usuários do sistema. A humanização tem três pilares que devem atingir, não só o usuário, mas também o gestor e o colaborador. Quando há uma integração destes fatores temos uma entrega muito maior que chega mais forte a cada usuário do sistema”, disse o secretário de Atenção à Saúde, Francisco Figueiredo à Agência Brasil.

A Política Nacional de Humanização, criada em 2003, promove a participação ativa, ampliando o diálogo dos gestores, dos profissionais da saúde e da população em diferentes processos. Na prática, segundo o Ministério, a política busca a redução de filas e do tempo de espera, com ampliação do acesso, o atendimento acolhedor e resolutivo baseado em critérios de risco, além da implantação de modelo de atenção com responsabilização e vínculo.

Veja o vídeo produzido:

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone
Hospital Nossa Senhora das Graças © 2014 - Todos os direitos reservados