Pratas da Casa: Maria Conceição Oliveira

Publicado em 16 dez 2016 por Bárbara Araújo

Trinta anos atrás, Maria Conceição Oliveira, nossa personagem da série Pratas da Casa, chegou ao HNSG paraface
trabalhar em Serviços Gerais. Naquela época, ela conta que o hospital era bem diferente. O Pronto Socorro atendia a um grande número de pacientes. Até mesmo vítimas de acidentes era trazidas para o HNSG. E apesar de ainda ser o maior hospital da cidade, Maria Conceição viu muita coisa mudar por aqui ao longo dessas três décadas.

Atualmente, Conceição, como é conhecida, está em outro setor. Três anos depois de ter sido contratada, passou a ser folguista para cobrir os horários de almoço dos colegas da recepção, do cartão de ponto, do elevador e da telefonia. Foram dois anos de muito aprendizado se revezando nessas funções, até que foi definitivamente designada para comandar o PABX. “Naquela época a gente tinha daqueles telefones antigos, então não tinha muita agilidade para trabalhar. Com o passar do tempo foram surgindo outros modelos, com mais tecnologia, e eu fui me adaptando”, conta Conceição, que passou por um treinamento de apenas sete horas para aprender a lidar com o novo aparelho, que trouxe mais tranquilidade para ela. “Antes eram apenas três linhas diretas em todo o hospital: uma na Diretoria, uma na Maternidade e outra no PA. Então toda ligação que as pessoas faziam ou recebiam tinha que passar pelo PABX”, relembra.

Nos cursos de telefonia que já frequentou, Conceição conta que aprendeu muito mais que a forma correta de manusear os equipamentos. “A gente aprende como tratar as pessoas, como atender melhor. Muita gente está vivendo um momento difícil quando liga para um hospital e a gente tem que entender e contornar isso, para conseguir ajudar e controlar o clima”, explica.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone
Hospital Nossa Senhora das Graças © 2014 - Todos os direitos reservados