HNSG alerta para novo golpe envolvendo nome do hospital

Publicado em 16 set 2016 por Bárbara Araújo

novo-golpeUm novo golpe, envolvendo o nome do HNSG, está fazendo vítimas pela cidade. Nessa modalidade, um homem que se identifica como Jayme aborda pessoas nas ruas pedindo dinheiro para comprar fraldas para uma criança supostamente internada na UTI do HNSG.

Nos últimos dias, pessoas que se dispuseram a atender o apelo do homem, mas que não quiseram entregar a ele a ajuda em dinheiro, têm procurado a recepção do hospital para entregar as fraldas. Somente quando informam o nome do suposto paciente é que essas pessoas, bem intencionadas, descobrem sobre a armação.

O Hospital Nossa Senhora das Graças vem a público esclarecer que as doações são muito bem vindas para o Hospital, especialmente em um momento de turbulência econômica como o que vivemos. No entanto, não se responsabiliza por pessoas que se aproveitam do caráter beneficente da instituição para ludibriar e se aproveitar de pessoas de boa fé.

Qualquer cidadão pode fazer doações para o HNSG, mas por uma questão de segurança, organização e prestação de contas, o hospital pede que os donativos sejam encaminhados para o setor de Captação de Recursos, que fica no prédio anexo, à direita da recepção central. Reitera, ainda, que todas as campanhas de arrecadação promovidas em caráter institucional pelo Hospital são amplamente divulgadas por meio dos veículos de comunicação da cidade, das redes sociais do HNSG e do site institucional (hnsg.org.br).

Pacientes da UTI também são alvo de golpe

Em vários hospitais de Minas Gerais, uma quadrilha de estelionatários está extorquindo dinheiro de familiares de pacientes internados nas UTI´s. O golpe consiste em um falso médico que, por telefone, entra em contato com os familiares pedindo que façam uma transferência bancária para pagar por um exame ou cirurgia não coberto pelo SUS ou pelo plano de saúde do paciente.

No HNSG, uma campanha interna visa alertar os acompanhantes e familiares sobre o golpe. Nesta semana, a família de um paciente internado na UTI foi contatada. A família, que já sabia como funciona a tentativa de extorsão, não cedeu. “Ele ligou às 7h da manhã. A gente ainda estava meio dormindo, mas eu logo desconfiei que era um golpe porque já tinha visto os avisos lá no hospital. Falaram que meu tio precisaria fazer duas tomografias e que elas custariam R$1.500, e que o pagamento tinha que ser feito por transferência ou depósito no banco. Eu fui enrolando, dizendo que não tinha o dinheiro, mas que tentaria arrumar. Fomos para o hospital e a informação foi desmentida. O falso médico voltou a ligar mais quatro vezes durante o dia, mas não atendemos mais”, disse a sobrinha do paciente, que preferiu não se identificar.

A orientação do HNSG para pessoas que forem abordadas por indivíduos pedindo doações ou exigindo dinheiro, pelo telefone, para a realização de exames ou cirurgias, é que não entreguem nenhuma quantia e acionem a Polícia Militar. O HNSG não faz cobranças por telefone e não aceita pagamento por transferência bancária. Todos os pagamentos devem ser feitos, pessoalmente, na tesouraria do hospital. Para mais informações, entre em contato com a Assessoria de Comunicação do HNSG pelo telefone 2107.6145 ou pelo e-mail comunicacao@hnsg.org.br.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone
Hospital Nossa Senhora das Graças © 2014 - Todos os direitos reservados